fbpx
Schedule a visit     Request a quote

O domicílio fiscal é um fator muito importante para o negócio, visto que as comunicações dos órgãos estatais são todas direcionadas para esse endereço, o qual é uma exigência no processo de abertura da empresa.

Alugar um espaço para ser a sede da companhia pode ser uma solução, mas demanda uma disponibilidade de capital, além de várias burocracias. Entretanto, o mercado possui soluções que podem ajudar a resolver esse problema e a concretizar o seu empreendimento.

Quer saber mais sobre o domicílio fiscal e conhecer alternativas para consegui-lo? Continue a leitura deste post e confira!

O que é domicílio fiscal?

Ao abrir uma empresa uma das exigências para conseguir o alvará e registrar o CNPJ é o cadastro de um endereço para cobrança de impostos e notificações. O endereço residencial geralmente não pode ser utilizado, mas em alguns casos ocorre de os dois coincidirem.

Além disso, é importante não confundir domicílio fiscal, o qual trata-se da localização da pessoa jurídica frente à administração pública, com o endereço comercial, que corresponde ao local onde efetivamente são realizadas as atividades.

Quais são as vantagens que o domicílio fiscal proporciona?

O domicílio fiscal é uma alternativa que desburocratiza o processo ao fazer com que não seja necessário alugar um espaço exclusivamente para o registro da empresa, o que poderia representar um custo elevado para os negócios que estão começando. Dessa forma, a regularização da companhia acontece de forma mais rápida e tranquila, evitando desgastes e custos adicionais.

Como um coworking pode ajudar a empresa a ter um domicílio fiscal?

Muitos coworkings oferecem a opção de domicílio fiscal de forma muito mais rápida e fácil. Você paga uma taxa mensal a fim de registrar o endereço do coworking junto ao CNPJ da sua empresa para receber a tributação. Essa possibilidade surge como uma alternativa ao aluguel de um espaço convencional para cadastrá-lo como domicílio fiscal, pois este é um processo burocrático que atrasa e dificulta as tarefas da organização.

Outra vantagem do domicílio fiscal do espaço corporativo compartilhado é o custo reduzido, pois o valor da locação de um estabelecimento é muito mais alto do que contratar um coworking e pagar apenas pelo que você efetivamente utiliza.

A regulamentação do empreendimento tendo o coworking como domicílio fiscal também beneficia o gestor em termos de credibilidade e profissionalismo, pois essa medida demonstra uma cultura corporativa ligada à sustentabilidade, cooperação, modernidade e também demonstra a formação de parcerias com organizações sérias.

Como pôde ser visto, aderir ao espaço corporativo compartilhado e utilizá-lo como o endereço para onde serão enviadas as cobranças de tributos ao registrar a sua empresa é uma alternativa que permite a manutenção do negócio em ótimas condições de trabalho e que vários benefícios tanto para você, quanto para seus clientes e parceiros.

Este artigo foi útil para você? Gostou de saber mais sobre o domicílio fiscal e entender como um coworking pode ajudar no momento de registrar a sua empresa? Então assine a nossa newsletter e receba mais informações diretamente em seu e-mail.

Leave a Reply

Close Menu